sábado, 25 de setembro de 2010

Paródia *--*'

Temas Filosófios – Amor e respeito pelo saber

Amor e respeito
Amor e respeito

amor e respeito pelo saber,
amizade pela sabedoria.
Verdades absolutas ,Tem sempre um fundamento
Um conhecimento é filosófico ou não é conhecimento.

Amor e respeito
Amor e respeito

a Filosofia é o único saber possível,
 as demais ciências são parte dela.
Na filosofia possui conceitos e eticas ,
Senso comum que vivemos no nosso dia a dia

amor e respeito pelo saber
amor e respeito pelo saber
amor e respeito pelo saber
amizade pela sabedoria
amor e respeito pelo saber
amor e respeito pelo saber

Tudo isso é fruto da revelação da divindade.
Conhecimento adquirido a partir da fé teológica
Tudo isso é fruto da revelação da divindade.

Yolanda Be Cool - We No Speak Americano

Comme te po'
Comme te po'

Comme te po' capì chi te vò bene
Si tu le parle 'mmiezzo americano?
Quando se fa lammor sotto 'a luna
Come te vene `capa e di: “i love you!?“

Comme te po'
Comme te po'

Comme te po' capì chi te vò bene
Si tu le parle 'mmiezzo americano?
Quando se fa lammor sotto 'a luna
Come te vene `capa e di: “i love you!?“

Fa fa l’americano
Fa fa l’americano
Fa fa l’americano 
Fa l’americano 
Fa fa l’americano 
Fa fa l’americano

whïsky soda e rock’en’roll

whïsky soda e rock’en’roll

whïsky soda e rock’en’roll

Tradução

Como você pode
Como você pode

Como pode entender
o que está dizendo,
se você só fala meio americano.
Quando você faz amor sob a lua,
como te passa pela cabeça dizer: "I love you".

Como você pode
Como você pode

Como pode entender o que está dizendo,
se você só fala meio americano.
Quando você faz amor sob a lua,
como te passa pela cabeça dizer: "I love you".

Você se faz de americano
Você se faz de americano
Você se faz de americano
Se faz de americano
Você se faz de americano
Você se faz de americano

Whisky, soda e Rock'n'roll

Whisky, soda e Rock'n'roll

Whisky, soda e Rock'n'roll

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Verdade

é um dos conceitos filosóficos fundamentais, mas que não tem uma definição nem única, nem simples. A teoria da correspondência, a mais difundida, afirma que se trata de uma representação mental adequada da realidade. A teoria da coerência parte do pressuposto que só uma compreensão completa da realidade pode proporcionar a verdade. A teoria pragmática afirma que a verdade é simplesmente o ponto de vista que é mais útil a longo prazo.

Fonte: http://afilosofia.no.sapo.pt/CONCEITos1.htm


"Verdade absoluta" não é tudo aquilo que é afirmado de modo enfático -- ênfase não significa absolutismo. Nem deve ser confundido com despotismo, isto é, com uma manifestação autoritária (normalmente vinculada a força ou opressão).

"Verdade absoluta" muito menos é uma idéia contrária ao meu sistema de pensamento, porém que não tenho capacidade de contestar.

Tampouco isso é sinônimo de dogmatismo. O dogma é pensamento que se norteia por uma adesão irrestrita a princípios. Tais princípios podem ser tomados precipitadamente pelo dogmático como verdade absoluta. Entretanto uma
verdade absoluta não necessariamente precisaria conter dogmatismo.

Uma pessoa que diz "é porque é, fim de papo", não necessariamente tem alguma verdade absoluta enrustida. Pode ser fundamentado num mero dogma, e o dogma pode ser fundamentado no não aprofundamento, na ignorância.

"Os ângulos internos de dois lados de um quadrado formam 90º."
Isto é uma verdade absoluta?
Isto é uma verdade imutável (não confundir com absoluta), porém ela é proveniente direta da definição de um quadrado. A verdade funcionará para sempre, desde que não se mude a definição.

Verdades também costumam ser consideradas, até que se prove o contrário. Isto não se opõem a outra consideração: Dentro de determinados parâmetros é perfeitamente possível encontrarmos falsos e verdadeiros, mas quando se
trata de projetar ao futuro estas verdades passam a ser permeadas pela probabilidade. Verdades absolutas, se existem, não existem para previsibilidade.

"Um solteiro é um homem não casado."
É uma verdade semântica, mas parcial (um homem não casado pode ser viúvo, assim como podemos nos defrontar com um retângulo com a definição da figura geométrica anterior). São verdades por definição ou nomeadamente como uma certa palavra é usada numa certa linguagem. Mas a afirmação é uma questão de convenção, não de descoberta.

"Ontem comi arroz com feijão."
Isto é um fato, uma ocorrência. Como fato, a existência da verdade pode ser verificada e constatada de modo indiscutível. Porém esta verdade não é absoluta por não ser necessariamente reproduzível. Não obstante, o fato pode
ser tomado como informação baseada numa realidade objetiva.

"Nas últimas 24 horas a Terra deu um giro completo sobre seu eixo".
Isto é impreciso, uma deturpação da verdade. Ela de fato terminou seu giro completo em seu eixo em 23 horas e 56 minutos. Mas não é completamente falso já que houve naquele período de 24 horas, o giro completo, e algo mais.

Se não podemos obter verdades absolutas, isto não significa que devemos abandonar o julgamento sobre todas as coisas. Opondo-se ao sofismo que afirma que nada existe, ou se algo existe não pode ser conhecido, ou se algo existe e pode ser conhecido não pode ser comunicado. A comunicação, se não é perfeita, promove uma enorme noção e o conhecimento, mesmo impossibilitado de ser pleno, representa com exatidão o que está ao seu alcance (além dele próprio poder ser estendido -- não é limitado pelo nosso ser). Alem de que a existência de algo é mais que um
axioma, é uma evidência.
Desta forma é perfeitamente justificável a noção de que buscas pela verdade é um componente básico do homem.

Pode ser verdade que nada é absolutamente certo, mas não é verdade que todas as afirmações são igualmente prováveis.

Mais relevante do que a existência de verdades absolutas, é que elas não são necessárias. Isto porque qualquer critério usado para julgar a verdade de uma afirmação pode ser desafiado, pois é necessário um critério superior para julgar o critério usado, e assim sucessivamente.

Verdades absolutas, na prática, normalmente são acompanhadas de um fundamentalismo, ainda que enrustido. Mas isto não significa que verdade não possa ter um uso correto quando no sentido de veracidade, de autenticidade, principalmente quando a questão em analise é submetida ao rigor da precisão.

Há muitos livros a respeito. Os que eu recomendo são: Verdade uma História, editora Record. Um outro bem mais profundo é: O Problema da Verdade.
("Intuição Heurística" também é muito bom. Mas atenção, estes livros só para quem gosta *muito* de filosofia).

Fonte : http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20060811101530AAxgTdB





video

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Conhecimento Filosófico

Mais ligado à construção de idéias e conceitos. Busca as verdades do mundo por meio da indagação e do debate; do filosofar. Portanto, de certo modo assemelha-se ao conhecimento científico - por valer-se de uma metodologia


Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Conhecimento



video

Conhecimento Científico

Preza pela apuração e constatação. Busca por leis e sistemas, no intuito de explicar de modo racional aquilo que se está observando. Não se contenta com explicações sem provas concretas; seus alicerces estão na metodologia e na racionalidade. Análises são fundamentais no processo de construção e síntese que o permeia, isso, aliado às suas demais características, faz do conhecimento científico quase uma antítese do popular.




Fonte : http://pt.wikipedia.org/wiki/Conhecimento


video

Conhecimento

Conhecimento é o ato ou efeito de abstrair idéia ou noção de alguma coisa, como por exemplo: conhecimento das leis; conhecimento de um fato (obter informação); conhecimento de um documento; termo de recibo ou nota em que se declara o aceite de um produto ou serviço; saber, instrução ou cabedal científico (homem com grande conhecimento).
O tema "conhecimento" inclui, mas não está limitado a, descrições, hipóteses, conceitos, teorias, princípios e procedimentos que são ou úteis ou verdadeiros. O estudo do conhecimento é a gnoseologia. Hoje existem vários conceitos para esta palavra e é de ampla compreensão que conhecimento é aquilo que se sabe de algo ou alguém. Isso em um conceito menos específico. Contudo, para falar deste tema é indispensável abordar dado e informação.O tema "conhecimento" inclui, mas não está limitado a, descrições, hipóteses, conceitos, teorias, princípios e procedimentos que são ou úteis ou verdadeiros. O estudo do conhecimento é a gnoseologia. Hoje existem vários conceitos para esta palavra e é de ampla compreensão que conhecimento é aquilo que se sabe de algo ou alguém. Isso em um conceito menos específico. Contudo, para falar deste tema é indispensável abordar dado e informação.
Dado é um emaranhado de códigos decifráveis ou não. O alfabeto russo, por exemplo, para leigos no idioma, é simplesmente um emaranhado de códigos sem nenhum significado especifico. Algumas letras são simplesmente alguns números invertidos e mais nada. Porém, quando estes códigos até então indecifráveis, passam a ter um significado próprio para aquele que os observa, estabelecendo um processo comunicativo, obtém-se uma informação a partir da decodificação destes dados. Diante disso, podemos até dizer que dado não é somente códigos agrupados, mas também uma base ou uma fonte de absorção de informações. Então, informação seria aquilo que se tem através da decodificação de dados, não podendo existir sem um processo de comunicação. Essas informações adquiridas servem de base para a construção do conhecimento. Segundo esta afirmação, o conhecimento deriva das informações absorvidas.Se constrói conhecimentos nas interações com outras pessoas, com o meio físico e natural. Podemos conceituar conhecimento da seguinte maneira: conhecimento é aquilo que se admite a partir da captação sensitiva sendo assim acumulável a mente humana. Ou seja, é aquilo que o homem absorve de alguma maneira, através de informações que de alguma forma lhe são apresentadas, para um determinado fim ou não. O conhecimento distingue-se da mera informação porque está associado a uma intencionalidade. Tanto o conhecimento como a informação consistem de declarações verdadeiras, mas o conhecimento pode ser considerado informação com um propósito ou uma utilidade.
A definição clássica de conhecimento, originada em Platão, diz que ele consiste de crença verdadeira e justificada.
O conhecimento não pode ser inserido num computador por meio de uma representação, pois neste caso seria reduzido a uma informação. Assim, neste sentido, é absolutamente equivocado falar-se de uma "base de conhecimento" num computador. No máximo, podemos ter uma "base de informação", mas se é possível processá-la no computador e transformar o seu conteúdo, e não apenas a forma, o que nós temos de facto é uma tradicional base de dados.
Associamos informação à semântica. Conhecimento está associado com pragmática, isto é, relaciona-se com alguma coisa existente no "mundo real" do qual temos uma experiência directa.
O conhecimento pode ainda ser aprendido como um processo ou como um produto. Quando nos referimos a uma acumulação de teorias, idéias e conceitos o conhecimento surge como um produto resultante dessas aprendizagens, mas como todo produto é indissociável de um processo, podemos então olhar o conhecimento como uma atividade intelectual através da qual é feita a apreensão de algo exterior à pessoa.
A definição clássica de conhecimento, originada em Platão, diz que ele consiste de crença verdadeira e justificada. Aristóteles divide o conhecimento em três áreas: científica, prática e técnica.
Além dos conceitos aristotélico e platônico, o conhecimento pode ser classificado em uma série de designações/categorias:



Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Conhecimento

video

Conhecimento Teológico

"Conhecimento adquirido a partir da fé teológica, é fruto da revelação da divindade. A finalidade do Teólogo é provar a existência de Deus e que os textos Bíblicos foram escritos mediante inspiração Divina, devendo por isso ser realmente aceitos como verdades absolutas e incontestáveis. A fé pode basear-se em experiências espirituais, históricas, arqueológicas e coletivas que lhe dão sustentação."



Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Conhecimento

video

Senso comum

Senso comum (ou conhecimento vulgar) é a primeira suposta compreensão do mundo resultante da herança fecunda de um grupo social e das experiências actuais que continuam sendo efetuadas. O senso comum descreve as crenças e proposições que aparecem como normal, sem depender de uma investigação detalhada para alcançar verdades mais profundas como as científicas.
Quando alguém reclama de dores no fígado, esta pessoa pode fazer um chá de boldo que já era usada pelos avós de nossos avós, sem no entanto conhecer o princípio ativo (substância química responsável pela cura) das folhas e seu efeito nas doenças hepáticas. Ao mesmo tempo, quando atravessamos uma rua nós estimamos, sem usar uma calculadora, a distância e a velocidade dos carros que vem em nossa direção.
Estes exemplos indicam um tipo de conhecimento que se acumula no nosso cotidiano e é chamado de senso comum e se baseia na tentativa e erro. O senso comum que nos permite sentir uma realidade menos detalhada, menos profunda e imediata e vai do hábito de realizar um comportamento até a tradição que, quando instalada, passa de geração para geração.
No senso comum não há análise profunda e sim uma espontaneidade de ações relativa aos limites do conhecimento do indivíduo que vão passando por gerações, o senso comum é o que as pessoas comuns usam no seu cotidiano, o que é natural e fácil de entender, o que elas pensam que sejam verdades, e que lhe traga resultados práticos herdados pelos costumes.
Existem pessoas que confundem senso comum com crenças, o que é bem diferente. Senso comum é aquilo que a gente aprende em nosso dia a dia e que não precisamos nos aprofundar para obtermos resultados, como por exemplo uma pessoa que vai atravessar uma pista, ela olha para os dois lado, a pessoa não precisa calcular a velocidade média, a distância, ou o atrito que o carro exerce sobre o solo, a pessoa simplesmente olha e decide se dá para atravessar ou se deve esperar.







Fonte: senso comum Wikipédia


video